As decisões entre Fluminense e Flamengo

Quantas vezes Fluminense e Flamengo decidiram um título? E um turno do Carioca?

 

Primeiramente, esclareço que os dois clubes nunca decidiram um campeonato nacional (Taça Brasil, Torneio Roberto Gomes Pedrosa, Brasileiro e Copa do Brasil). Sendo assim, o foco dessa análise será apenas o Carioca, sem considerar, por exemplo, os torneios mais antigos como o Municipal ou Início.

 

Vamos aos números

 

CAMPEONATOS ESTADUAIS – FLUMINENSE 8X6 FLAMENGO

 

1ª Decisão, 1914, Flamengo 2×1 Fluminense – Sistema: Pontos Corridos

Nessa época, não havia a organização por rodadas da forma como a conhecemos. A turma ia simplesmente jogando e terminava todo mundo com a mesma quantidade de jogos.

 

Quando os dois clubes se encontraram, era o último jogo do Fluminense pelo Carioca e o penúltimo do Flamengo. Os dois tinham 16 pontos. Um detalhe é que o America já tinha encerrado a sua participação no campeonato com 17 pontos, estando à frente dos dois. Se houvesse um empate no Fla x Flu, os dois empatariam com o America em 17 pontos, mas o Flamengo ainda tinha um jogo. Se o Fluminense vencesse, terminaria com 18 pontos, mas ainda poderia ser alcançado pelo Flamengo, que tinha um jogo contra o São Cristóvão. Se o Flamengo vencesse, o campeonato acabava.

 

No dia 15/11/1914, o Flamengo venceu o Fluminense por 2×1, no que acabou sendo a primeira final do Carioca, dentro do sistema de pontos corridos, e conquistou o seu primeiro título.

 

 

2ª Decisão, 1919, Fluminense 4×0 Flamengo – Sistema: Pontos Corridos

Em 1919, veio o troco. Fluminense e Flamengo se enfrentariam na penúltima rodada com 30 e 28 pontos, respectivamente. Se o Fluminense vencesse ou empatasse, acabava o campeonato. Se o Flamengo vencesse, empataria com o Fluminense na pontuação e jogaria a definição do título para a última rodada.

 

No dia 21/12/1919, o Fluminense venceu o Flamengo por 4×0, conquistou o tricampeonato carioca e a posse definitiva da Taça Olímpica, que hoje envelhece sorridente na sala de troféus das Laranjeiras. Um detalhe: quando o jogo estava 0x0, o Flamengo teve um pênalti marcado a seu favor. Marcos Carneiro de Mendonça defendeu a cobrança e três rebotes à queima-roupa que se seguiram, quatro defesas no mesmo lance.

 

Obs.: vou contar um segredo para vocês. Tem gente que não gosta de reconhecer isso, mas a Taça Colombo foi o troféu dos campeonatos de 1906 a 1919. Todo mundo que venceu o campeonato nesse período, recebeu a Taça Colombo, cuja posse era transitória. Para ficar com ela de vez, era necessário vencer o campeonato três vezes seguidas. Como ela ficou com o Fluminense, tem gente que finge que essa história não existiu.

 

 

3ª Decisão, 1936, Fluminense 1×1 Flamengo – Sistema: Pontos Corridos

Fluminense e Flamengo terminaram o campeonato empatados com 23 pontos cada. A decisão seria feita em partidas extras. No dia primeiro jogo, empate por 2×2. No segundo, chocolate do Fluminense por 4×1. Campeonato decidido? Não, pois ainda haveria um terceiro jogo. Neste jogo, empate em 1×1 e título do Fluminense.

 

Detalhe: se o Flamengo tivesse vencido o terceiro jogo, o título teria sido compartilhado.

 

4ª Decisão, 1941, Fluminense 2×2 Flamengo – Sistema: Pontos Corridos

Fluminense e Flamengo se enfrentariam na última rodada com 44 e 43 pontos, respectivamente. Ao Fluminense, bastava o empate para conquistar o bicampeonato.

 

No dia 23/11/1941, no que passou para a história como o Fla x Flu da Lagoa, o Fluminense abriu 2×0, mas o Flamengo empatou. O Fluminense segurou o resultado chutando bolas para a Lagoa Rodrigo de Freitas, que na época chegava ao lago do atual estádio da Gávea, inaugurado em 1938, e se sagrou bicampeão carioca.

 

 

5ª Decisão, 1963, Flamengo 0x0 Fluminense – Sistema: Pontos Corridos

Fluminense e Flamengo se enfrentariam na última rodada com 37 e 38 pontos, respectivamente. Ao Fluminense, apenas a vitória interessava. No dia 15/12/1963, o Flamengo segurou o empate e conquistou o campeonato.

 

Hoje se comemora públicos ridículos de 40 mil pessoas num jogo, mas nessa decisão 194.603 pessoas assistiram a esse jogo, sendo que 177.656 pagaram ingressos. Trata-se do maior público do Maracanã em jogos entre clubes.

 

 

6ª Decisão, 1969, Fluminense 3×2 Flamengo – Sistema: Pontos Corridos

Antes de 1995, houve 1969. Fluminense e Flamengo se enfrentariam na penúltima rodada com 26 e 24 pontos. Se o Fluminense vencesse, acabava o campeonato. Se houvesse empate ou vitória do Flamengo, a definição passaria para a última rodada. No dia 15/06/1969, o Fluminense venceu o Flamengo por 3×2 e conquistou um dos seus títulos históricos.

 

 

7ª Decisão, 1972, Flamengo 2×1 Fluminense – Sistema: turnos e final

No primeiro campeonato da Fase das Finais, o Flamengo, campeão da Taça Guanabara (1º turno), Fluminense, campeão da Taça Fadel Fadel (2º turno) e Vasco, campeão da Taça José de Albuquera (3º turno), fizeram a decisão do campeonato. No primeiro jogo, Flamengo 1×0 Vasco. No segundo, Fluminense 2×0 Vasco, eliminando de vez o clube de São Januário. No terceiro e último jogo, Flamengo 2×1 Fluminense e título rubro-negro.

 

 

8ª Decisão, 1973, Fluminense 4×2 Flamengo – Sistema: turnos e final

Flamengo, campeão da Taça Guanabara (1º turno), Fluminense, campeão da Taça Francisco Laport (2º turno) e do Troféu José Ferreira Agostinho (Grupo B do 3º turno) e Vasco campeão do Troféu Pedro Novaes (Grupo A do 3º turno), fizeram a decisão do campeonato.

 

Numa espécie de semifinal com apenas uma chave, o Flamengo se classificou para a final ao empatar com o Vasco em 0x0. Na final, o Fluminense venceu o Flamengo por 4×2, em partida única, num dia em que Mafrini fez cair um dilúvio no Maracanã e afogou o Flamengo.

 

 

9ª Decisão, 1983, Fluminense 1×0 Flamengo – Sistema: turnos e final

Como o Fluminense venceu a Taça Guanabara, o Flamengo, a Taça Rio, e o Bangu somou mais pontos, a decisão foi por triangular final. No primeiro jogo, Fluminense 1×1 Bangu. No segundo, que não decidiu o título, Fluminense 1×0 Flamengo, gol de Assis no último lance da partida. No terceiro, e último jogo, o Flamengo venceu o Bangu por 2×0 e deu o título ao Fluminense.

 

 

10ª Decisão, 1984, Fluminense 1×0 Flamengo – Sistema: turnos e final

Como o Flamengo venceu a Taça Guanabara, o Vasco, a Taça Rio, e o Fluminense somou mais pontos, a decisão foi por triangular final. No primeiro jogo, Fluminense 2×0 Vasco. No segundo, o Flamengo venceu o Vasco por 1×0 e eliminou o clube de São Januário. No último e decisivo jogo, o Fluminense venceu o Flamengo por 1×0, novamente gol de Assis, e conquistou o bicampeonato.

 

 

11ª Decisão, 1991, Flamengo 4×2 Fluminense – Sistema: turnos e final

Fluminense, campeão da Taça Guanabara, e Flamengo, campeão da Taça Rio, fizeram a decisão do Carioca de 1991. No primeiro jogo, empate em 1×1. O Flamengo só não venceu essa partida por causa do Ricardo Pinto, que agarrou até pensamento nesse jogo. O sentimento pós-jogo da torcida do Fluminense era “se o Flamengo não ganhou hoje, não ganha mais”. Ledo engano. No jogo seguinte, vitória rubro-negra por 4×2 e título flamenguista. Uma pena que um dos gols mais lindos do Ézio com a camisa do Fluminense tenha sido marcado nessa partida.

 

 

12ª Decisão, 1995, Fluminense 3×2 Flamengo – Sistema: turno e octogonal Final

Fluminense e Flamengo chegaram a última rodada do Octogonal Final com 31 e 32 pontos respectivamente. O Flamengo jogava pelo empate. Ao Fluminense, apenas a vitória interessava. No dia 25/06/1995, na maior partida de futebol da história do Universo, o Fluminense ressurgiu das cinzas e venceu o Flamengo por 3×2, com o Gol de Barriga do Renato, e voltou a conquistar o Carioca depois de 9 anos.

 

 

13ª Decisão, 2017, Flamengo 2×1 Fluminense – Sistema: turnos e final

Depois de 22 anos, Fluminense, campeão da Taça Guanabara, e Flamengo, campeão da Taça Rio, voltavam a decidir um título. No primeiro jogo, falha grotesca de Ricardo Chaves e vitória do Flamengo por 1×0.

 

No segundo jogo, o Fluminense vencia até os 39 minutos do segundo tempo, quando o Flamengo empatou. Na jogada do gol, Réver subiu em Henrique, cometendo falta, e cabeçou a bola em direção ao gol. Cavalieri espalmou a bola para o meio da área e Guerrero completou para o gol.

 

Está correto reclamar da falta, mas e se Cavalieri tivesse agarrado a bola que ele espalmou para o meio da área? Esses moles são complicados.

 

Minutos depois, o Flamengo ainda faria o segundo gol, tendo o Fluminense o horroroso Orejuela no gol em substituição a Diego Cavalieri, que havia sido expulso (o Fluminense já havia queimado as três substituições, sendo uma delas uma das mais bizarras que eu já vi na minha vida: a entrada de  Maranhão em uma final).

 

 

14ª Decisão, 2020, Flamengo 1×0 Fluminense – Sistema: turnos e final

Flamengo, campeão da Taça Guanabara, e Fluminense, campeão da Taça Rio, fizeram a decisão do campeonato. Apesar do primeiro jogo ter sido marcado pelo equilíbrio, num contra-ataque fulminante, o Flamengo marcou o segundo gol e venceu a partida. No segundo jogo, numa partida truncada sem muitas finalizações, o Flamengo marcou seu gol nos acréscimos, numa bola chutada de fora da área que desviou em um jogador do Fluminense.

 

 

TURNOS DO CAMPEONATO CARIOCA – FLUMINENSE 4X4 FLAMENGO

Aqui eu posso ter deixado alguma coisa de fora, pois o site onde faço minhas pesquisas arqueológicas está fora do ar (http://rsssf.com/). Para quem não conhece esse site, posso afirmar, categoricamente, que ele é espetacular.

 

Vamos as decisões de turno.

 

1972, Taça Guanabara, Flamengo 5×2 Fluminense

No dia 22/04/1972, Fluminense e Flamengo se enfrentariam pela última rodada da Taça Guanabara. Os dois tinham 18 pontos. Nesse dia, o Flamengo aplicou um chocolate no Fluminense e venceu a partida por 5×2, conquistado a primeira Taça Guanabara como turno.

 

 

1972, Taça Fadel Fadel, Fluminense 1×0 Flamengo

Pelo segundo turno do mesmo campeonato, Fluminense e Flamengo se enfrentariam pela última rodada da Taça Fadel Fadel, os dois com 8 pontos. Nesse dia, o Fluminense venceu a partida por 1×0 e conquistou o segundo turno.

 

 

1984, Taça Guanabara, Flamengo 1×0 Fluminense

Nesse ano, Fluminense e Flamengo se enfrentariam pela última rodada da Taça Guanabara, cada um com 17 pontos. No dia 22/09/1984, o Flamengo venceu o Fluminense por 1×0 e conquistou o primeiro turno do campeonato.

 

 

2001, Taça Guanabara, Flamengo 1×1 Fluminense, 5×3 nos pênaltis

No 03/03/2001, Fluminense e Flamengo empataram em 1×1 na decisão da Taça Guanabara. Nos pênaltis, o Flamengo venceu por 5×3. Nas cobranças de pênalti, Murilo chegou a defender a quarta cobrança do Flamengo, mas a bola pegou um efeito, voltou para trás dele e entrou no gol.

 

 

2004, Taça Guanabara, Flamengo 3×2 Fluminense

O campeonato de 2004 marcou o início das decisões dos turnos. Esse modelo teve um breve intervalo nos anos de 2014, 2015 e 2016, retornando em 2017. No dia 21/02/2004, o Flamengo venceu o inútil time dos Galácticos do Fluminense por 3×2 e conquistou a Taça Guanabara.

 

 

2005, Taça Rio, Fluminense 4×1 Flamengo

Em 2005, o Fluminense devolveu a derrota de 2004. Num chocolate lindo, o Fluminense derrotou o Flamengo por 4×1, marcando os 4 gols no segundo tempo no espaço de 24 minutos (do minuto 4 ao minuto 28).

 

 

2017, Taça Guanabara, Fluminense 3×3 Flamengo, 4×2 nos pênaltis

Em 2017, na decisão da Taça Guanabara, o primeiro tempo terminou com 5 gols e vitória parcial do Fluminense por 3×2. No segundo tempo, o Flamengo empatou aos 39 minutos do segundo. Com o empate, a decisão foi para os pênaltis, onde o Fluminense venceu por 4×2 e conquistou a Taça Guanabara.

 

 

2020, Taça Rio, Fluminense 1×1 Flamengo, 3×2 nos pênaltis

Em 2020, Flamengo e Fluminense empataram em 1×1 no tempo normal. Na decisão por pênaltis, vitória tricolor por 3×2.

 

 

MENÇÕES IMPORTANTES – NÃO DECIDIRAM, MAS ESTIVERAM NA DECISÃO

EM 1946 E 1985, DEU FLUMINENSE. EM 1979, DEU FLAMENGO. EM 1994, OS DOIS TOMARAM FARELO.

 

1946, Pontos corridos, Quadrangular-Final em dois turnos

Nesse ano, Fluminense, Flamengo, America e Botafogo terminaram o campeonato empatados com 26 pontos. Essa foi a única vez em que quatro clubes terminaram empatados na Fase dos Pontos Corridos (de 1906 a 1971). A decisão foi feita num quadrangular-final com turno e returno. No primeiro Fla x Flu, pela primeira rodada do primeiro turno, empate em 1×1. No segundo Fla x Flu, pela primeira rodada do segundo turno, chocolate do Fluminense por 4×1. A decisão do campeonato acabou se dando na última rodada, quando o Fluminense, 9 pontos, enfrentou o Botafogo, 8 pontos. O Fluminense, que jogava pelo empate, venceu por 1×0 e conquistou o que passou para a história como o Supercampeonato. O Flamengo terminou o Quadrangular com apenas 5 pontos.

 

 

1979, Turnos e Octogonal-Final disputado em turno único

O campeonato chegou à última rodada do Octogonal desaconselhado para cardíacos: Flamengo, 12 pontos, e Fluminense, Vasco e Botafogo, com 10 pontos. Os 4 clubes se enfrentariam na última rodada: Flamengo x Botafogo e Fluminense x Vasco. Se o Botafogo vencesse o Flamengo e houvesse um vencedor no jogo entre Fluminense e Vasco, o Octogonal terminaria com 3 clubes empatados. Acredito que nesse caso, haveria um triangular-final para decisão do campeão.

 

No final, de nada adiantou a vitória do Vasco sobre o Fluminense por 3×2, 03/11/1979, pois o Flamengo empatou com o Botafogo em 0x0, 04/11/1979, e conquistou o campeonato.

 

No Fla x Flu do Octogonal, o Fluminense meteu um chocolate de 3×0 no Flamengo, gols de Rubens Galáxie, Pintinho e Cristóvão, com direito ao Zico perder um pênalti quando o jogo já estava 2×0 para o Fluminense.

 

 

1985, Triangular-Final

Fluminense, campeão da Taça Guanabara, Flamengo, campeão da Taça Rio, e Bangu, maior soma de pontos, fizeram a decisão do campeonato de 1985. No primeiro jogo, Fluminense e Flamengo empataram em 1×1. No segundo jogo, o Flamengo foi eliminado da decisão ao ser derrotado pelo Bangu por 2×1. No terceiro e último jogo, o Fluminense derrotou o Bangu por 2×1 e conquistou o seu último tricampeonato.

 

 

1994, Turno e Quadrangular-Final em dois turnos

Fluminense e Vasco se enfrentaram na última rodada do campeonato num jogo em que cada resultado teria um campeão diferente. Quem vencesse, seria campeão, mas se houvesse empate, o Flamengo seria o campeão. Pânico no Rio num final de semana cheio de boatos sobre armações para não se entregar o título ao Flamengo, caso o jogo estivesse empatado até o seu final. Alguém tinha que ganhar.

 

No final, o Fluminense não ofereceu resistência ao Vasco, que venceu o jogo por 2×0 e conquistou o seu primeiro e único tricampeonato carioca.

 

Pelo Quadrangular, os dois Fla x Flus terminaram com uma vitória para cada: Flamengo 3×1 e Fluminense 2×0. Esse foi o Campeonato do 4×2 com 3 gols do Ézio, pela Taça Guanabara.

 

Esse campeonato teve outro detalhe que não me esqueço: os gritos de “Uh!!! Tererê!!!” e “Tri, Tri, Adeus ao Tri!!!!” inspirado na música “Tyson Free” das Sublimes e Fausto Fawcett (nós cantamos isso no início, mas no final, a torcida do Vasco cantou “Tri, Tri, o Vasco é Tri”).

 

 

OCTOGONAIS FINAIS

O Campeonato Carioca foi definido por Octogonais-Finais em nove oportunidades: 1961, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1979 e 1995. Fluminense e Flamengo participaram de todos eles.

 

Já mencionamos as finais de 1969 (confronto direto na penúltima rodada), 1995 (confronto direto na última rodada) e 1979 (os dois chegaram à última rodada no bolo, junto com Vasco e Botafogo). Nos demais campeonatos, por mais que tenham participado, ou um, ou outro prevaleceu.

 

Fluminense

Em 1971, o Fluminense conquistou o título contra o Botafogo, vencendo o último jogo por 1×0. O Flamengo terminou em segundo com 18 pontos, junto com o Botafogo, mas não tinha mais chances de conquistar o título. Em 1970, o Fluminense lutou contra o Vasco até a penúltima rodada, mas perdeu a chance de lutar pelo título ao empatar com o America em 0x0. Nesse ano, o Flamengo terminou na quinta colocação.

 

Flamengo

Em 1966, o Flamengo foi derrotado pelo Bangu na última rodada por 3×0 e perdeu o título para o clube de Moça Bonita. O Fluminense terminou na terceira colocação sem chance de título.

 

Em 1961, 1967 e 1968, os dois não deram nem para o gasto.

 

 

Jorge Priori é torcedor do Fluminense e gosta muito de história.

 

2 Comments

  1. Parabéns pelo texto e pelo blog. Sou rubro-negro e tb gosto muito de história. Não sabia da história da Taça Olímpica. Faço apenas um a correção: Flamengo e Vasco se enfrentaram sim no triangular de 84, foi o 2o jogo e o Flamengo venceu por 1×0, gol de Bebeto. SRN

    Like

    1. Brunto, obrigado pelo comentário. Com base nele, revi e fiz algumas correções no texto. Como você bem alertou, tirei a parte que dizia que não houve o jogo entre Flamengo e Vasco pelo triangular decisivo do Carioca de 1984. Com relação a Taça Olímpica, cometi outro erro que já foi corrigido. O nome correto é Taça Colombo. Att, Jorge

      Like

Leave a Reply to Bruno Malheiros Cancel reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s